Image
Cuidados com o Ambiente

Nossos alunos são crianças pequenas e não tem a clara noção dos perigos que o ambiente pode oferecer. Por essa razão devemos nos atentar para a prevenção de acidentes.

Não se trata de superproteger, mas sim de cuidar e educar cuidando, possibilitando a criança de exercer a sua autonomia e segurança.

Tomadas/ fiação:

É ideal que não estejam ao alcance das crianças. Quando não for possível que sejam resguardadas por protetores apropriados e estejam ocultas por mobiliário.

Atenção ainda aos aparelhos conectados a elas. Além do risco de choque elétrico, eles oferecem o risco de quedas do próprio objeto e de tropeços por crianças e adultos. Assegure-se de que esteja em local firme e, tanto aparelho quanto o fio, fora do alcance das crianças.

Mobiliários:

Sempre que possível fixado nas paredes;

Verificar se contem cantos ou pontas que possam oferecer riscos. Quando isso ocorrer, vedá-las com tecidos ou espuma.

Fios, cordas e sacos plásticos:

Qualquer fio ou corda deve estar fora do alcance das crianças, pois há risco de enforcamento e quando utilizados em atividades a supervisão deve ser feita durante toda a execução das mesmas.

Quanto aos sacos plásticos, apesar de fazerem parte do cotidiano e dos pertences das crianças, exige total atenção pois podem causar sufocamento.

Murais:

São excelentes veículos de comunicação, mas devemos nos atentar as tachinhas, imãs pequenos, alfinetes e grampos que utilizamos para fixar.

É preferível usar fita adesiva.

Portas:

Requerem cuidados no manejo.

Atenção redobrada as chaves, elas também são objetos que as crianças podem levar a boca. Por isso é preciso manter fora do alcance das crianças.

Nunca deixar pendurada na porta.